InformANDES Online 340

download (1)

SINDICATO NACIONAL DOS DOCENTES DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

Nacional

Setembro é o mês de luta pelos direitos na aposentadoria

O ANDES-SN atualizou, durante o 59º Conad – realizado em Aracaju (SE) entre os dias 21 e 24 de agosto – o Plano de Lutas do Setor das Instituições Federais de Ensino Superior (Ifes), que apresenta uma agenda temática de mobilizações, como forma de intensificar e organizar as reivindicações e ações dos professores. A agenda deliberada traz temas prioritários para todos os meses do segundo semestre de 2014, e inicia em setembro, com a defesa dos direitos na aposentadoria.

ANDES-SN divulga Carta de Aracaju

O ANDES-SN divulgou nesta terça-feira (2) a Carta de Aracaju, documento síntese do 59º Conad, por meio da Circular nº 157/2014. O documento traz um resumo dos temas e deliberações do encontro realizado na capital sergipana, que teve como tema central “Luta em Defesa da Educação, Autonomia da Universidade, 10% do PIB exclusivamente para a educação pública”.

Reunião da Coordenação da CSP-Conlutas avalia e prepara ações para o 2º semestre

A partir da reflexão acerca dos acontecimentos do primeiro semestre deste ano, a reunião da Coordenação Nacional da CSP-Conlutas, realizada em São Paulo no último final de semana (29 e 31 de agosto), fez um balanço das ações realizadas no período e discutiu a organização das lutas até o final de 2014.

CSP-Conlutas divulga resolução que ressalta posição da Central sobre plebiscito

No último domingo (31), a Coordenação Nacional da CSP-Conlutas divulgou uma resolução sobre sua posição em relação ao plebiscito popular, que questiona se o cidadão é “a favor de uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político”, que está sendo realizado entre os dias 1º e 7 de setembro deste ano com o empenho de diversas organizações sindicais e populares, entre elas a CUT, MST, UNE e CTB.

59º Conad do ANDES-SN aprova moções contra criminalização das lutas

O 59º Conad do ANDES-SN, realizado em Aracaju entre os dias 21 a 24 de agosto, aprovou sete moções que demonstram, em sua maioria, o apoio do Sindicato Nacional a processos de mobilização social ou o repúdio à criminalização e judicialização de lutas e greves.

Seções Sindicais

Estaduais do Ceará se mobilizam para cobrar acordo não cumprido por governador

As universidades estaduais cearenses estão mobilizadas para cobrar do governo do estado o cumprimento do acordo realizado durante a greve das universidades em janeiro de 2014, no qual o governador se comprometeu, entre outras pautas, a realizar concursos públicos para 577 vagas de professores efetivos. Oito meses depois do acordo, e ainda esperando que o governador Cid Gomes cumpra sua palavra, os docentes da Universidade Estadual do Ceará (Uece), da Universidade Regional do Cariri (Urca) e da Universidade Estadual Vale do Acaraú (Uva) voltam a se mobilizar por seus direitos.

Ato SOS USP em defesa da universidade pública reuniu 3 mil pessoas na terça (2)

A comunidade acadêmica da Universidade de São Paulo (USP) foi novamente às ruas nesta terça-feira (2) para integrar o ato público de lançamento da campanha “SOS USP em defesa da universidade pública”, que contou ainda com a participação de personalidades da universidade, parlamentares, entidades sindicais como a CSP-Conlutas e o ANDES-SN, além da presença da Filarmônica de Pasárgada, Toninho Carrasqueira (flautista), Tom Zé e Quinteto. De acordo com a Adusp, Seção Sindical do ANDES-SN, cerca de 3 mil pessoas integraram à atividade, na luta pelo atendimento das reivindicações.

Estaduais baianas tensionam governo por orçamento e quadro de vagas

Dados adquiridos com o governo da Bahia mostram que a estimativa de cota orçamentária para 2015 para as universidades estaduais baianas (Ueba) será novamente menor que a de 2014. No próximo ano, a previsão é que o orçamento das Ueba, em custeio e investimento, seja inferior ao deste ano em cerca de R$ 7,2 milhões. Se a projeção se confirmar, as estaduais baianas, entre 2013 e 2105, sofrerão redução orçamentária nas rubricas citadas na ordem de R$ 18 milhões.

Docentes das universidades estaduais de Minas Gerais seguem em greve

Os docentes da Unimontes e do campus de Ibirité da Uemg, universidades estaduais mineiras, seguem em greve e intensificam a mobilização para abertura de negociações em relação à pauta de reivindicações nas duas instituições. Na manhã desta segunda-feira (1), cerca de 30 docentes da Unimontes participaram do fechamento das duas entradas da universidade a fim de esclarecer a comunidade acadêmica e a população acerca da situação causada pela inconstitucionalidade da Lei Complementar 100 e a não realização do concurso público, o que afetou 75% do quadro docente daquela instituição.

Convênio entre UFSM e empresa israelense Elbit pode ser revisto

Entidades que integram o Comitê Santa-mariense de solidariedade ao povo palestino foram recebidas pelo reitor da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Paulo Burmann, na manhã da última quinta-feira (28). Durante o encontro, foi entregue um documento em que são solicitadas informações a respeito de um convênio envolvendo a UFSM e outras universidades gaúchas, junto com o governo estadual, com a empresa israelense Elbit e sua subsidiária, a Ael. O convênio se relaciona ao desenvolvimento de um polo aeroespacial, no entanto, devido à escassez de informações, as entidades solidárias ao povo palestino desconfiam sobre a possibilidade de uso militar dessas pesquisas.

Outras Lutas

JBS expõe trabalhadores ao frio e sofre a quarta condenação este ano

O frigorífico JBS, dono da marca Friboi, recebeu nova condenação por desrespeitar os direitos trabalhistas. Dessa vez foi condenado em R$ 2 milhões por danos morais coletivos por não conceder aos funcionários, que trabalham em ambientes artificialmente frios das fábricas em Pontes e Lacerca, a 450 km de Cuiabá, locais adequados para fruição do intervalo de recuperação térmica.

Greve Geral paralisa Argentina pela segunda vez no ano

A Argentina parou pela segunda vez no ano na quarta e quinta-feira (27 e 28), mostrando a força da luta de seus trabalhadores. Diversas centrais sindicais convocaram a Greve Geral – que teve quase 85% de adesão – e apresentou como bandeiras o fim do imposto sobre os salários, o fim das demissões, a ocupação de fábricas falidas, o fim da criminalização dos movimentos sociais e o não pagamento da dívida pública.

Estudantes da UFF ocupam Reitoria em protesto contra precarização e por direitos

Cerca de 150 estudantes da UFF de diferentes cursos ocuparam, na quinta-feira (28), o sétimo andar da Reitoria, onde se localiza o gabinete do reitor Roberto Salles, em protesto contra a precarização das condições de estudo da universidade devido à expansão desorganizada.

Vitória: grupo de metroviários demitidos é reintegrado

Um grupo de 10 metroviários, dos 42 demitidos depois da última greve do Metrô de São Paulo, foi reintegrado após expedição de uma liminar favorável à readmissão, concedida pela Justiça do Trabalho. Entre os readmitidos, estão lideranças sindicais e militantes envolvidos no processo de greve. De acordo com o Sindicato dos Metroviários, o Metrô será notificado sobre a liminar na segunda-feira (1).

 

Para receber este informativo escreva para [email protected]